O presidente da OAB Minas, Antônio Fabrício Gonçalves, participou da solenidade de posse da nova administração do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (TRT3), biênio 2018/2019, que aconteceu nesta segunda-feira (11/12), em Belo Horizonte. Participaram do evento autoridades do judiciário, executivo e legislativo, representantes de entidades de classe, advogados e servidores.

Foram empossados os desembargadores Marcus Moura Ferreira, no cargo de presidente; Márcio Flávio Salem Vidigal, 1º vice-presidente; Lucilde D`Ajuda Lyra de Almeida, 2ª vice-presidente; Rogério Valle Ferreira, corregedor; e Fernando Luiz Gonçalves Rios Neto, no cargo de vice-corregedor.

O desembargador Júlio Bernardo do Carmo, que fez a transmissão de cargo, apresentou resultados da sua administração a frente do TRT3 e disse que o momento econômico difícil que o Brasil enfrenta afeta diretamente o judiciário, com a carência de servidores nas atividades meio e fim.

O relacionamento da OAB Minas com o TRT3 foi destaque nas falas do presidente da seccional mineira e dos desembargadores que enfatizaram o bom relacionamento entre as instituições. Antônio Fabrício Gonçalves ressaltou o respeito da população brasileira para com a Justiça do Trabalho e lamentou que o tratamento dos governos não esteja correspondendo ao reconhecimento popular. Ele afirmou que a nova lei trabalhista é um desafio para o judiciário e para a advocacia e disse que quem vai balizar a sua aplicação é a magistratura.

O novo presidente do TRT3, Marcus Moura Ferreira, que passará a exercer o cargo a partir de 1º de janeiro de 2018, falou dos problemas enfrentados pelo judiciário. “São desafios imensos pelos quais a justiça brasileira passa. Este é um dos tribunais mais céleres, fruto do trabalho dos seus magistrados e servidores”.

Fonte: www.oabmg.org.br